Vídeo: Suspeito de feminicídio confessar que o marido seria o mandante e são presos após o crime em Teixeira


10/07/2020 21h02 | Por: Alexandro Sousa/maisteixeira

O feminicídio ocorreu na tarde desta sexta-feira 10 de julho, em um ferro velho na Rua Rio Negro, no bairro Monte Castelo em Teixeira de Freitas.

De acordo testemunha Nayelle Alves Ribeiro, estava dentro do ferro velho ao qual seria proprietário, momento que chegou um homem em uma motocicleta Honda Bros 160, ostentando a placa NYX- 6449, (com restrição de furto/roubo), que na verdade a placa original seria PKI-1G88, que teria sido tomado de assalto na última quarta-feira (8) de um mototaxista.

Segundo as testemunha o assassino chegou com dois sacos de latinha amassada para vender após a pesagem se dirigiu até ao escritório e anunciou o assalto, funcionário quando percebeu a ação saiu para rua e tirou o cabo de vela da motocicleta, logo após ouviu dois disparos de arma de fogo. Após o crime o assassino tentou fugir do local, mais não conseguiu ligar a motocicleta e fugiu a pé.  

Após as informações passada via Cicom aos militares que estaria em ronda, duas guarnições da Rotam Raios Vermelho, deslocaram até o local, e foi informado através de populares que indicou a direção que o autor dos disparos teria tomado e as características do mesmo. Que imediatamente os militares saíram em diligência onde acabou avistando o suspeito já na Rua Águas Claras, onde foi dada a voz de prisão.

O suspeito foi identificado como sendo Leandro de Souza Oliveira com o mesmo foi encontrado o valor de 777,20 reais, o revólver usado no homicídio da marca Taurus calibre 38, N°GS795037 e um iphone Branco.

Ao ser indagado sobre o homicídio Leandro informou os militares que Rosival Moreira Macieira, que seria marido da vítima era o mandante do crime, sendo assim Leandro e Rosival foram presos e conduzidos à sede da polícia civil de Teixeira de Freitas.

De acordo a perícia foi encontrado uma única perfuração provocado pelo disparo de arma de fogo na região da cabeça, o corpo foi removido ao IML pelo funcionário do DPT Edemilson Xavier.