Vereador Marcelo Teixeira recebe varias denúncias da nova secretária da assistência social e desabafa


11/02/2021 05h20 | Por: Alexandro Sousa/maisteixeira

Durante a cessão na câmera de vereadores na cidade de Teixeira de Freitas, nesta quarta-feira 10 de fevereiro, o conselheiro tutelar e hoje vereador Marcelo Teixeira, após receber apoio dos colegas que cedeu alguns minutos de suas falas para então o vereador, o mesmo desabafou contra o então a secretária de assistência social do município e Teixeira de Freitas.

Vereador Marcelo Teixeira

Já alguns dias vêm recebendo reclamações principalmente dos servidores públicos referente ao tratamento que vem recebendo da nova Secretária de assistência Social “Eu ia Claro com o respeito à diplomacia convidá-la a responder sobre essa situação eu iria até o encontro dela para poder tratar do ocorrido, mais quando ela baixou uma portaria no Diário Oficial invadindo a competência do Poder Legislativo porque quem regulamenta o Conselho Tutelar é o poder legislativo e só pode ser regulamentado por lei municipal” Como ela estar baixando portaria a fim de prejudicar os conselheiros Tutelar, e lançando diretamente no Diário Oficial sem passar pelos vereadores, assim não tendo nem um respeito com a casa então ela perdeu para mim a vez de poder ser ouvida, a partir do momento que ela também não procura ouvir os vereadores.

Eu mesmo mim apresentei para ela mim colocando a sua disposição, e quando eu estive na secretaria com a secretária ela foi muito educada mim disse que iria precisar muito das minhas orientações do meu apoio “Só que na prática está sendo feito de forma arbitrária então eu acho que era conversa fiada” e não funciona assim eu acho que a gente temos que ser correto, pois a secretaria prometeu que iria ter comunicação que ia ter diálogo e não está tendo, eu não vou ficar aqui do lado de secretário enquanto servidores estão sendo perseguidos, a minha classe de assistentes sociais hoje não pode poder, por exemplo, atuar em duas cargas horária de 30 horas, sendo que existem brechas e condições legais para isso e porque ela já chegou com essa perseguição?

Será que vamos voltar o que era a gestão passada porque não dá a oportunidade para o diálogo eu acho que quem não conhece a “Sua História está fadado a repeti-la.” diz o filósofo (Edmund Burke) quem conhece o que é perseguição é o atual prefeito que foi perseguido ele sabe o que é isso. Quem não conhece a história do passado acaba querendo repetir a mesma história e fazendo outras vítimas agora eu estou aqui para defender quem sofre não quem infelizmente faz as pessoas sofrerem. Informou-nos em entrevista o vereador Marcelo Teixeira.

As dificuldades dos conselheiros tutelarem

A respeito das dificuldades dos conselheiros tutelarem, uma delas é a desvalorização salarial, que hoje recebe menos de dois salários mínimos, sendo que os conselheiros têm uma graduação trabalha com perigo iminente com as camadas sociais mais vulneráveis que existe e não tem a valorização salarial aí chega agora à reclamação aqui na casa que eles não vão poder trabalhar em dois lugares, como assim, pois existe brechas na lei que não impede os conselheiros trabalhar e exercer outras atividades em seus horários vagos. “Será que estão querendo tornar eles escravos da remuneração baixa?” Duvido que a secretária trocasse de remuneração salarial com um dos conselheiros, que trabalha muito mais que a secretária isso eu garanto.

Teixeira de Freitas

Estou aqui para defender a minha classe, não vou ser vereador a vida inteira ou ela ta achando que vai ser secretária por toda a vida.

O site mais Teixeira questionou o vereador a respeito das viaturas do conselho tutelar, pois a redação havia recebido muitas informações que a mesma estaria toda sucateada e sempre faltando combustível, pneus carecas, o vereador nos respondeu o seguinte.

Eu fiquei até surpreso que a prioridade da secretária não foi resolver isso, ela foi resolver a questão da escala para não ter que pagar hora extra aos conselheiros. As horas extras não é um capricho mais sim uma necessidade de couro para que possa trabalhar.