Tequinha propõe que a Câmara inteire o valor para comprar área da Vila São João


23/11/2021 01h02 | Por: Fonte/camaratf

O vereador Tequinha iniciou o seu discurso na Sessão desta terça-feira, 19 de outubro, direcionando o seu discurso aos moradores da Vila São João e disse, “vou começar o meu discurso hoje falando para a população teixeirense que a Vila São João não é uma invasão. A Vila São João, foi feita uma desapropriação no governo passado, foi depositado em juízo, mais uma vez vou falar, R$ 400 mil, eu que participei de algumas reuniões ali através do prefeito da cidade juntamente com o pessoal da Vila São João. Eu sei de tudo que aconteceu ali, não é invasão, aquilo ali, na verdade, o prefeito pagou por aquilo, então hoje, o povo da Vila São João realmente está aqui e está nada mais, nada menos, do que reivindicando os seus direitos”.


Ainda no uso da Tribuna deu uma sugestão ao prefeito municipal sobre a área, “gostaria até de dar uma opinião ao prefeito quando se fala que ali foram loteados alguns lotes, para que a prefeitura vá, leve as pessoas competentes, faça ali um estudo para ver quem realmente precisa, e se tem alguém ali que esteja loteando lote, que tome das pessoas, mas que faça um levantamento”.


Tequinha propôs que a Câmara possa ajudar na compra do lote da Vila São João, “eu gostaria de fazer uma proposta nesse momento, eu não sei se é viável, mas eu gostaria de fazer essa proposta uma vez que nós fizemos uma proposta anteriormente para resolver o problema do pessoal da rua do Pó” e explicou, “eu não sei se é viável para que nós aqui, vereadores, através do duodécimo dessa Casa, possamos ali também intervir, para que possamos ali inteirar esse valor que está ali, para que possa comprar e pagar essa área”.


Afirmou também que “se nós, vereadores, juntamente com o prefeito dessa cidade, juntamente com o deputado, se nós realmente unirmos forças, eu tenho certeza que nós vamos ali dar dignidade a esse povo que está aqui, que querem nada mais, nada menos, que o seu direito à moradia”.


Ao final, o vereador falou sobre saúde e declarou, “gostaria de chamar atenção aqui, porque no mês do combate ao câncer de mama, vi uma nota aí através da prefeitura, que vai ter um sorteio para saber quem realmente vai poder fazer esses exames. Então, não podemos aceitar que a prefeitura faça sorteio para saber quem vai ser atendido. Estão, na verdade, leiloando a saúde, isso não é possível, não podemos aceitar que isso aconteça na nossa cidade”, finalizou.