SUSPEITO DO ASSASSINATO DE EX-VEREADOR DE ITANHÉM É DETIDO PELO PETO 44ª CIPM


04/10/2021 11h26 | Por: Redação/Fonte;PlantãoTeixeira

Na madrugada do último sábado, dia 02, o ex-vereador e comerciante João Francisco Dias, de 82 anos, foi vítima de latrocínio – que é roubo seguido de morte – no distrito de Ibirajá, interior de Itanhém. O crime deixou a comunidade estarrecida por tamanha crueldade.

Após a ação criminosa, uma guarnição do Pelotão de Emprego Tático Operacional – PETO/44ª CIPM saiu em diligência para localizar e prender os autores.

Na tarde deste domingo, dia 03, os militares, em incansável diligência continuada, receberam uma denúncia dando conta de que o suspeito estaria escondido na casa de sua mãe, localizada a Rua São Geraldo, a mesma onde o ex-vereador foi morto.

No endereço citado, a PM localizou quem seria o suspeito do bárbaro crime, identificado como Edmilson Pereira Mendes, vulgo “Mineirinho”. Após diálogo com os militares, ele informou onde residia o seu comparsa, F.S.A, que também foi detido.

Com os suspeitos, a PM apreendeu 67 reais, que seriam parte do valor roubado. Ainda segundo informações, após o ocorrido, eles foram para Medeiros Neto “curtir” e gastar o dinheiro do latrocínio. Eles chegaram a se hospedarem em um hotel, localizado na Praça Bernardo Muniz.

Edmilson Pereira Mendes e F.S.A, de 24 e 26 anos respectivamente, foram conduzidos e apresentados na sede da Coordenadoria Regional de Polícia do Interior – 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas. Por falta de materialidade, eles foram ouvidos pelo delegado plantonista e liberados em seguida.

Ainda de acordo com informações, o autor do latrocínio seria Edmilson Pereira Mendes e que F.S.A só teria participado da farra, ajudando a gastar o dinheiro da vítima. Agora, o caso será encaminhado para o delegado substituto de Itanhém, Júlio Teles, que vai dar prosseguimento nas investigações e realizar novas oitivas e possivelmente pedir a prisão preventiva do suspeito.

O crime

Segundo informações, vizinhos sentiram a falta de João Dias e, ao procurá-lo, o encontraram morto no interior de sua casa, apresentando lesões contundentes na cabeça e sinais de tortura pelo corpo. João Dias, além de aposentado, trabalhava com um pequeno comércio de venda de cacau. Ele foi vereador no município de Itanhém na década de 80.