Sociedade faz campanha pela CPI e pressiona vereadores assinar investigações das mortes na UMMI


24/04/2021 21h42 | Por: Alexandro Sousa/maisteixeira MTB-0006235

Após matéria da morte de Nicoly das Virgens Pereira, de 19 anos e seu filho Henrique vim a óbito, na Unidade Materno Infantil (UMMI) de Teixeira de Freitas que repercutiu no Extremo Sul da Bahia, a sociedade fizeram campanha para pressionar os vereadores assinaram a CPI para averiguar as mortes na unidade hospitalar.

TX

Até o momento de 19 vereadores na câmera apenas cinco se manifestaram a favor da CPI, o Vereador Joris de Gel, Bruno Barbosa, Bernardo Cabral, Tequinha e Marquinhos Gomes.

De acordo os vereadores para ser aberto a CPI, para investigar as mortes que já ocorreram na (Unidade) Municipal Materno Infantil (UMMI) precisa de sete vereadores.

Nestes últimos dois dias nas redes sociais, tanto no App do Whatsapp e em grupo do Facebook foi o assunto mais comentado. Os internauta ainda pedia apuração da morte da jovem Nicoly e das outras mortes ocorridas naquela unidade.