Sobreviventes do massacre na Flórida se reúnem para debater o uso de armas no país


20/02/2018 02h35 | Por: Redação/maisteixeira

Estudantes que sobreviveram ao massacre da semana passada que deixou 17 mortos em uma escola na Flórida, Estados Unidos, vão se reunir para debater o uso de armas no país. As informações são do jornal USA Today. Esta é a primeira vez que esse tipo de movimento acontece depois de um ataque a uma escola para dialogar o controle de armas em solo americano.

Cameron Kasky é um dos líderes do movimento “Marcha Para Nossas Vidas”

Organizado pelo March For Our Lives (Marcha Para Nossas Vidas), o evento está previsto para ocorrer no de 14 de Março em Washington. “Políticos estão nos dizendo que não é hora de falar sobre armas. Marcha para nossas vidas acredita que a hora é agora”, disse o grupo após anunciar o encontro.

Na descrição do encontro, o grupo ressalta que a segurança na escola não é um problema político e que um projeto de lei sobre armas deve ser discutido no Congresso rapidamente.