Rui Costa diz que negocia com bancos e supermercados para implementar vale alimentação para estudantes


14/04/2020 21h14 | Por: Maisteixeira/G1Bahia

O Governador Rui Costa disse, na noite desta terça-feira (14), que negocia com agências bancárias e supermercados para implementação de vale alimentação para estudantes da rede pública. A informação foi divulgada durante conversa nas redes sociais.

“Estamos negociando com Banco do Brasil e Caixa Econômica para ver quem faz mais rápido a confecção de um cartão. Banco do Brasil pediu de 12 a 15 dias. Achamos muito tempo. Uma segunda alternativa, paralela a essa, é o contrato direto com algumas redes de supermercado. Estamos em contato com quatro redes que têm supermercados em várias cidades da Bahia”, explicou o governador.

“O aluno vai direto com a identidade e CPF e faz a compra no mercado. A compra será apenas de alimentos. Falei com os presidentes de quatro redes de mercado da Bahia, e estamos buscando viabilizar para, quem sabe, já ter amanhã contrato assinado. Acredito que a gente pode atender cerca de 300 mil alunos. O restante teria que esperar, porque não tem essas redes na cidade”, concluiu.

Segundo Rui Costa, a medida vai beneficiar 800 mil alunos. O governo vai regularizar os alunos que não colocaram o CPF no momento da matrícula.

Liga para escola para dar o nome e CPF. Temos quase 800 mil alunos matriculados no estado inteiro, e desses, 579 mil colocaram o CPF. Precisamos completar para chegar os 800 mil. Todos receberão, independentemente se está no bolsa família ou não“, disse.

Sobre a suspensão das aulas, o secretário Fábio Vilas-Bom disse que a medida vai ser prorrogada.

“Vamos prorrogar. Não defini por quantos dias. Para a gente avaliar melhor a situação. Ainda não é o momento de voltar às aulas. Mais para frente, a gente avalia”, contou.

Covid-19 na Bahia

Segundo o boletim divulgado no início da noite desta terça-feira (14) pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), o estado possui mais de 750 casos confirmados da doença, com 26 mortes.

Das 26 mortes, 13 ocorreram em Salvador. As outras 13 estão distribuídas pelos municípios de Lauro de Freitas (2), Gongogi (1), Itapetinga (1), Utinga (1) e Adustina (1), Araci (1), Itagibá (1), Uruçuca (1), Ilhéus (1), Belmonte (1), Itapé (1) e Vitória da Conquista (1).