Profissionais da saúde de Teixeira de Freitas participam de capacitação sobre o combate à hanseníase


07/02/2023 23h15 | Por: Redação/ascom PMTF

Na última segunda-feira (06), foi iniciada a capacitação para 120 profissionais da Atenção Primária à Saúde (APS) de Teixeira de Freitas voltada para o diagnóstico, tratamento e avaliação de incapacidades em pessoas acometidas pela hanseníase. A abertura do evento contou também com a presença do prefeito Dr. Marcelo Belitardo e da primeira-dama e secretária de Assistência Social, Penélope Belitardo. 

O projeto, organizado pelo Ministério da Saúde em parceria com o governo estadual, abarcou municípios prioritários do Brasil, selecionados de acordo com o alto índice endêmico, porte populacional e impacto na redução na detecção de casos. O treinamento para avaliação de incapacidades é um ponto alto da ação: a avaliação é necessária para identificar e limitar outras incapacidades, reduzindo o sofrimento de muitos pacientes com hanseníase, marcada pela repercussão psicológica e estigma gerada pelas deformidades.

“A hanseníase é uma doença milenar, mas precisamos nos atualizar constantemente sobre ela”, advertiu Danilo Fernandes, secretário de Saúde. “Nós, profissionais da saúde do município, estamos reunidos para melhor atender a população”. Ana Maria Firmino, enfermeira do Serviço de Referência em Tuberculose e Hanseníase, explicou que “temos muitos casos de hanseníase em Teixeira de Freitas; a cidade é uma região endêmica. Nesse ano, especificamente, tivemos poucas notificações, e a iniciativa busca saber se esse silêncio realmente representa um baixo índice da doença”.

Equipes de saúde vão estar presentes em pontos estratégicos dos diversos bairros teixeirenses para ofertar ações voltadas ao diagnóstico e tratamento precoce da hanseníase. Esta doença é causada pelo bacilo de Hansen, que atinge a pele e os nervos das extremidades do corpo. Quando o diagnóstico e caso seja descoberta tardiamente, podem ocorrer sequelas físicas limitantes.