Preso último acusado de participação no roubo que resultou três mortos em fazenda


20/09/2021 08h37 | Por: Redação/Fonte:LiberdadeNews

Eunápolis: Foi preso na manhã do último sábado (18), no estado do Espírito Santo, o último homem acusado de participação no assalto que resultou em duas pessoas da mesma família mortas e outra gravemente ferida, em uma fazenda na região da Embaúba, entre os municípios de Eunápolis e Santa Cruz Cabrália. Os outros dois envolviodos no crime, segundo a polícia, já tinha sido morto.

Apontado pelas investigações como líder da quadrilha, Edjúnior Amorim Dias, 28 anos, o Galego, foi localizado pela Polícia Civil na cidade de Anchieta, no litoral capixaba.

Durante o cumprimento do mandado de prisão, que contou com o apoio da polícia capixaba, Edjúnior Amorim foi flagrado com um revólver calibre 38 e duas porções de maconha. Ele foi recambiado para a carceragem da 23ª Coorpin, em Eunápolis, no mesmo dia.

EdJúnior era irmão de Emanuel Amorim dos Santos, 22 anos, o Téo, que foi baleado por uma das vítimas do roubo e morreu em menos de 48 horas no Hospital Regional .

O terceiro suspeito, Mário Amorim do Carmo, mais conhecido como Tatá, foi morto 50 dias depois, em uma ação da Polícia Militar na Estrada do Queimado, em Itabela . Ele também estava com prisão preventiva decretada pela justiça.

Segundo o delegado Moisés Damasceno, a quadrilha vinha praticando diversos crimes contra o patrimônio na zona rural dos municípios de Eunápolis, Santa Cruz Cabrália e Porto Seguro, com atuação, principalmente, no Projeto Maravilha I, Projeto Maravilha II, Projeto Santa Maria e Projeto Embaúba .

O LATROCÍNIO

Na noite de 2 de julho deste ano, durante um assalto a uma fazenda na região do Projeto Embaúba, uma quadrilha matou dois homens e uma mulher gravemente ferida . Todos eram da mesma família. Uma vítima reagiu e atirou em um dos bandidos , que morreu dois dias depois no Hospital Regional.