Policiais da 8ª Coorpin de Teixeira prende autores de homicídio de ambientalista


19/03/2019 21h17 | Por: Alexandro Sousa/Fonte PC

Na madrugada do dia 29, de janeiro, a Policia Civil de Teixeira de Freitas tomou conhecimento de um homicídio ocorrido na cidade de Nova Viçosa, tendo como vitima Rosane Silva Santiago.

Foram iniciadas as investigações e foram realizada oitivas de varias pessoas, bem como a realização de pericias em local de crime, necropsia, e medidas cautelares necessárias. Com o evoluir das investigações, a Polícia Civil coordenada pela delegada da Coordenadoria Regional doutora Valéria Fonseca Chaves, identificou que o celular da vitima havia sido levado possivelmente pelo autor do crime, e também foi identificado que o celular estava sendo utilizado.

Já na manhã desta terça-feira 19 de março, a Polícia Civil realizou várias diligências, e conseguiu apreender o celular da vitima, que estaria com Gilson Ferreira Lago, que este foi conduzido até a delegacia da Polícia Civil de Nova Viçosa, que informou que havia comprado o celular do seu primo, Alexandre Ferreira Vieira. Ainda de acordo a doutora Valéria os policiais foi até a residência do Alexandre e conduziu o mesmo até a delegacia após interrogação o mesmo entrou em contradição com o que foi dito pelo seu primo, sendo necessária uma acareação entre os mesmos.

Logo após, em um novo interrogatório, Alexandre confessou o crime, informando que havia entrado na casa da vitima, com o intuito de lhe roubar dinheiro, pois é usuário de drogas que estaria na casa e logo em seguida a vítima começou a gritar, onde jogou a ambientalista na cama e lhe amarrando a boca, pernas e braços; Que com medo de ser descoberto, o acusado efetuou um tiro próximo a nuca da vítima, que veio a óbito no local ainda segundo Alexandre ele agiu sozinho, e a arma utilizado no crime um revólver pertencia um amigo identificado como sendo Tales Henrique Marcelino do Nascimento, que também foi preso em posse da arma de fogo.

A Polícia Civil cumpriu a Prisão temporária em desfavor de Alexandre e foi lavrado um APF em desfavor de Tales Henrique por posse ilegal de arma de fogo.