Polícia civil conclui investigações a respeito do homicídio do empresário Carlos Alberto


20/02/2021 00h03 | Por: Alexandro Sousa/maisteixeira

Policiais Civis de Teixeira de Freitas concluiu as investigações nesta sexta-feira 19 de fevereiro, o homicídio do empresário Carlos Alberto dos Santos, ocorrido no dia 8 de dezembro do ano passado.

Além do encerramento do inquérito policial, foi pedida a prisão preventiva em desfavor de Misael Araújo dos Santos e Lucas Silva dos Santos, os mandantes do crime, que já se encontrava preso.  Os executores, Yago Morais Freire, autor dos disparos, e Alexandre Evangelista Alves, vulgo Tchum, piloto da motocicleta usada no crime, foram encontrados mortos dias após o homicídio de Carlos Alberto. O primeiro foi morto em Pedro Canário-ES e o segundo em Alcobaça e as investigações desses homicídios tramitam nas respectivas delegacias de Teixeira de Freitas.

Delegacia

De acordo as investigações o responsável por intermediar a contratação dos assassinos, Vitor Daniel Gonçalves Silva, também foi vítima de homicídio em Teixeira de Freitas em 15 de dezembro do ano passado, também investigado pela delegacia de Teixeira.

Com o encerramento do inquérito, os dois funcionários do supermercado da vítima que atuaram como mandantes do crime foram indiciados por homicídio qualificado e furto qualificado. Um terceiro funcionário do supermercado foi indiciado por receptação.

A motivação do homicídio foi o furto anterior de R$ 160.000,00 mil reais em espécie subtraídos pelos funcionários Misael Araújo dos Santos e Lucas Silva dos Santos e a morte de CARLOS ALBERTO DOS SANTOS foi uma tentativa de ocultar a ocorrência desse crime anterior. Do valor subtraído, foram recuperados, cerca de 120 mil reais entre dinheiro em espécie, uma casa, uma motocicleta, móveis e outros objetos. Essas apreensões estão à disposição do juízo do processo e serão usadas para ressarcir os familiares da vítima.

Matérias relacionadas.