Ministério público Federal diz que vídeo contra Léo Brito não é prova de compra de voto


07/10/2020 20h29 | Por: Redação/maisteixeira

Nos últimos dias o grupo do partido (PROS) em Alcobaça vem fazendo de tudo para tirar o atual prefeito da disputa das eleições.

O atual prefeito e candidato a eleição em Alcobaça Léo Brito e seu vice Doutor Dr. Pedro Chicon Muniz, teriam procurado o presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) Rubens Lene Rodrigues Farias, o (Rubão) para uma conversa o qual em um vídeo que circulou nas redes sociais teria dado o seu apoio político.

Alguns dias após o seu vídeo circular pela cidade de Alcobaça e em toda Bahia, o Presidente do (PT) Rubão teria entregado um vídeo ao Ministério Público Federal (MPF) onde o mesmo alegrava que o atual prefeito e candidato a eleição teria ido até a sua residência comprar o seu voto.

A denúncia que teria sido publicada no site Bahia Notícia de Salvador, e repercutiu em toda a Bahia. A nossa equipe de reportagem foi atrás de mais informações e ficamos sabendo através de internauta e apoiadores do prefeito, que o site da capital teria vínculo com o partido dos Trabalhadores o qual estamos buscando mais informações, a respeito deste vínculo.

No dia (4) deste mês o Ministério Público Federal, através do Procurador Eleitoral, Fernando Túlio da Silva, publicou sua decisão acerca da denúncia. De acordo o procurador que “Considerando-se que os elementos de informações apresentada não se vislumbrar a prática de conduta que se subsuma a crime, como compra de apoio político e não se enquadra no crime de corrupção eleitoral.

Vídeo do momento ao apoio: