Esposa de policial morto por bandidos em Minas Gerais faz desabafo emocionante


11/07/2017 03h48 |

Crime aconteceu na cidade de Santa Margarida, onde criminosos tentaram assaltar agência do Banco do Brasil.

O cabo da Polícia Militar, Marcos Marques da Silva, de 36 anos, foi assassinado com tiros de fuzil por bandidos que tentaram roubar bancos na cidade de Santa Margarida, na Zona da Mata de Minas Gerais, nesta segunda-feira (10).

A esposa do policial postou um desabafo emocionante nas redes sociais. “Foi pela manhã, em Santa Margarida. Eu, casada, mãe do Arthur e do Pedro. Morri na farda do Cabo Marcos”, descreve Nayana Silva, no começo do texto cujo título é “Hoje eu morri”.

“Levamos um tiro na cabeça. Morremos, nós dois, na calçada da rua com a arma na mão”, desabafa a esposa do policial militar. “Em qual bandido você votou nas últimas eleições? O seu dinheiro foi pra qual orgia ou consumo de cocaína que foi distribuída nas festas do Senado?”, pergunta.

“Até onde você (especialista em segurança pública, diga-se de passagem) entende o serviço da Polícia e continua omisso aceitando tudo descendo güela a baixo? Marcos servia a melhor polícia desse país e você sentado aí não valorizou a vida dele e de todos os outros que cuidam de você diariamente”, finalizou Nayana, criticando aqueles que criticam o trabalho da Polícia Militar.

Marcos estava escondido em uma das esquinas da cidade quando a caminhonete com criminosos passou. Ele não atirou, porque havia reféns no carro. Os bandidos, fortemente armados, atiraram contra o PM. A cena foi gravada por moradores da cidade e as imagens são fortes.

Santa Margarida é uma cidade de apenas 16 mil habitantes. O aparato policial do município é composto por apenas sete policiais. Na hora em que os oitos criminosos tentaram roubar o banco, apenas Marcos e outro policial estavam a serviço. Além do cabo, um vigia do Banco do Brasil também morreu.