Dono de bar executado a tiros próximo a rodoviária nova usava documentos falsos


10/09/2021 10h21 | Por: Redação/Fonte:BahiaExtremoSul

Horas após o crime que aconteceu por volta das 15 horas desta quinta-feira, 9 de setembro, na Praça da República, ao lado do Terminal Rodoviário de Teixeira de Freitas, também conhecido como “Rodoviária Nova”, a polícia descobriu que a vítima que estava portando documentos no nome de Marcelo Duarte Lima, de 48 anos, na verdade chama-se Edilson Alves Cabral de 40 anos, natural de São Paulo. 

Edilson teria sido chamado pelo nome por um criminoso armado em uma motocicleta, quando a vítima saiu para atender foi alvejada a tiros.   

Segundo a Polícia Técnica, a vítima foi atingida por pelo menos quatros disparos na cabeça. Na cena do crime foram coletadas cápsulas de calibre ponto 360.

O corpo de Edilson foi removido para o Instituto Médico Legal de Teixeira de Freitas.

Edilson já cumpriu pena no CPTF (Conjunto Penal de Teixeira de Freitas) nos anos de 2016 e 2018 após ter sido flagrado em posse de motocicletas roubadas.

A polícia civil abrirá um inquérito para investigar o caso.