Corregedor do DPT é alvo de inúmeros processos no ministério publico por improbidade administrativa


14/01/2021 22h18 | Por: Maisteixeira/Fonte consulta IDEA GEPAM MPBA

O Corregedor do Departamento de Polícia Técnica da Bahia Antônio César Morant Braid, ainda pertencente ao quadro escalonado pelo antigo Secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, é alvo de inúmeras representações no Ministério Público da Bahia.

Algumas representações já estão na fase de investigação por Improbidade Administrativa.  O Corregedor, segundo as denúncias,  sempre fez uso da  máquina pública para apurar o que lhe era conveniente, deixando situações gravíssimas, como as irregularidades cometida pelo ex- Coordenador da Macro Regional  Mata Sul e Teixeira de Freitas, atualmente investigado pelo MP BA, sem nenhuma apuração, a fim de proteger alguns dentro da estrutura do Estado.

A atuação  parcial de César Braid sempre desagradou a todos dentro do Departamento de Polícia Técnica, inclusive, ele causou prejuízos a muitos peritos, em sua vida profissional e também particular, neste desiderato desenfreado de assediar pessoas através de processos disciplinares intermináveis. Processos que nunca acabavam, sem nenhum interesse na apuração de fatos, apenas e tão somente no seguimento persecutório por faltas infundadas dentro da esfera administrativa.

Peritos de todas as classes já moveram representação contra a atuação viciada deste corregedor. A Procuradoria Geral do Estado emitiu parecer afirmando que os processos abertos por aquela corregedoria padeciam de vício de nulidade absoluta, vício de competência e ainda assim, esses processos prosseguiram sabidamente nulos, mas o corregedor Antônio César Morant Braid insiste no seguimento destes processos nulos desde a origem.

Erros grosseiros cometidos por um profissional técnico que deveria dominar aquela função. E se não for um erro técnico, o que poderia ser? Um abuso de autoridade claramente escancarado.

Esta situação perdura por anos. De outro modo, o que mais chama a atenção é que denúncias graves são levadas à corregedoria do Departamento e elas não são apuradas a exemplo do caso citado acima entre vários outros.

Todo este quadro gerou uma enorme insatisfação por muitos peritos de todas as classes no Departamento de Polícia Técnica e escandaliza o serviço público e a sociedade.

Segue a relação de processos que tramitam no Ministério Público da Bahia:

Processo N.º 003.9.1565/2020- IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

Processo N.º003.9.34291/2020- IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

Processo N.º 003.9.83383/2020- IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

Processo N.º003.9.192010/2020- PREVARICAÇÃO