CAEMA CORTA DOIS NO CARTUCHO NA CIDADE DE VEREDA


14/09/2021 09h12 | Por: Redação/Fonte:PlantãoTeixeira

Gleiton Santos Pires e Leandro Almeida de Souza morreram durante uma troca de tiros com policiais da CIPE/Mata Atlântica, antiga Caema, no início da noite desta segunda-feira, dia 13, na zona rural da cidade de Vereda.

O órgão detalhou que agentes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE) Mata Atlântica (Caema) realizavam patrulhamento na zona rural do município, quando foram informados por populares que dois indivíduos estariam comercializando drogas e portando armas de fogo. Ao chegarem ao local, os dois homens dispararam contra a equipe. No revide, eles foram feridos.

A Ascom da CIPE informou que os suspeitos foram socorridos ao Hospital e Maternidade Ana Lúcia Magalhães – HMV, mas não resistiram aos ferimentos e, após darem entrada na unidade de saúde, evoluíram ao óbito.

OS CORPOS FORAM ENCAMINHADOS PARA O INSTITUTO MÉDICO LEGAL – IML DE TEIXEIRA DE FREITAS.

Com os suspeitos foram encontrados um revólver calibre 32; seis cartuchos, sendo quatro deflagrados  e dois picotados; um revólver calibre 38; um pacote pesando aproximadamente 300g de crack; um celular Samsung Duos preto; um celular Redimi preto e um notebook Accer preto.

O material foi apresentado na Sede da Coordenadoria Regional de Polícia do Interior – 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas. A ocorrência foi registrada na Corregedoria da Polícia Militar.

Histórico

Segundo informações, Gleiton Santos Pires era suspeito de uma tentativa de homicídio. Em julho desse ano, após um desentendimento nas proximidades do bar de “Cidão” (Centro) , ele desferiu uma facãozada e atingiu o rosto de Valdenicio Costa Maciel.

Na ocasião, ele foi detido pela PM e apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Teixeira de Freitas. Gleiton ainda era suspeito de assaltos em propriedades rurais na região de Vereda, Passagem por tráfico de drogas e autor de dois homicídios. Ainda de acordo com informações, Gleiton e Leandro vinham aterrorisando moradores daquela localidade com constantes ameaças.