Base do Programa Arboretum em Teixeira de Freitas é visitada por chefe do MP


10/12/2017 04h18 |

A procuradora-geral de Justiça Ediene Lousado visitou nesta sexta-feira, dia 8, em Teixeira de Freitas, a Base de Conservação e Restauração Ambiental do Programa Arboretum. O promotor de Justiça Fábio Correa, um dos idealizadores do projeto, apresentou à chefe do Ministério Público estadual a estrutura da base, que conta com viveiro, laboratório de sementes, câmaras de armazenamento de sementes, herbário, biblioteca, salas de aula, arboreto e um jardim sensitivo para pessoas com deficiência. O Arboretum é um Programa interinstitucional que tem como objetivo a conservação, restauração e valorização da Mata Atlântica e de sua diversidade.

A Base de Conservação foi criada há três anos e vem oferecendo suporte técnico e logístico permanente a núcleos comunitários de coletas de sementes, produção de mudas e plantios, possibilitando uma geração continua de dados sobre a flora regional e de renda para as comunidades. Fruto de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) proposto pelo Ministério Público, por meio do promotor de Justiça Fábio Corrêa, a empresas de papel e celulose a fim de corrigir danos causados pela silvicultura de eucalipto em áreas ambientalmente irregulares, o Programa Arboretum foi idealizado pela analista ambiental do Serviço Florestal Brasileiro Natália Coelho.

O programa, segundo o promotor de Justiça Fábio Corrêa, recebe hoje cerca de R$ 130 mil por mês de empresas e é reconhecido pelos governos federal e estadual como um centro de referência de restauração florestal, além de ser um importante instrumento de pesquisa e de formação de conhecimento. A procuradora-geral de Justiça Ediene Lousado elogiou o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo promotor e por toda equipe do programa, que tornam realidade a restauração da Mata Atlântica. O promotor de Justiça Marcelo Guedes, coordenador da Gestão Estratégica do MP, também participou da visita.