ASBAC Sindicato solta nota pública de desagravo a favor do perito criminal Antônio César; Confira


16/01/2021 14h55 | Por: Redação/ maisteixeira

Após uma matéria publicada pelo site Mais Teixeira no último dia (14) deste mês com o título “Corregedor do DPT é alvo de inúmeros processos no ministério publico por improbidade administrativa” recebeu neste sábado (16) uma nota de desagravo público do Sindicato dos peritos Criminais da Bahia (ASBAC Sindicato).

Na nota publicada pelo Sindicato diz o seguinte.

O Sindicato dos Peritos Criminais do Estado da Bahia – ASBAC Sindicato, em face do seu compromisso de permanecer vigilante na defesa dos direitos dos seus associados, após apreciação dos fatos, vem a público desagravar o perito criminal Antonio César Morant Braid, em razão de manifestações anônimas, injustas, ofensivas e desonrosas formuladas na internet, no sítio denominado Mais Teixeira, conforme tratado a seguir.

O desagravo não é apenas uma nota de repúdio, mas uma demonstração da coesão da classe em defesa do associado injustamente atingido, de solidariedade e de espírito coletivo contra uma injusta agressão que merece ser repelida.

O Perito Criminal Antonio César Morant Braid construiu sua carreira dentro da ética e moralidade, sempre buscando o aprofundamento técnico em sua atividade. A sua conduta profissional e a sua notoriedade ética e moral formam um patrimônio subjetivo e objetivo que compõem a sua dignidade e, também por isso, foi conduzido para o cargo de corregedor do Departamento de Polícia Técnica, no qual permanece há nove anos. Não pode ser aceitável que pessoas atendendo a um desejo íntimo tentem transfigurar a imagem alheia do servidor Perito Criminal.

O site Mais Teixeira que atua com seriedade e compromisso com a verdade e com os seus leitores, informa que após receber as informações a Redação do veículo de comunicação investigou a respeito dos fatos o qual foi publicado junto a imagens e números de protocolos dos processos.

confira a nota na íntegra Aqui :

https://maisteixeira.com.br/wp-content/uploads/2021/01/NOTA-DE-DESAGRAVO-PUBLICO-2.pdf

Matéria Relacionada: